Curriculum Vitae


Prof. Dr.
Marco Silva
marco@msm.com.br

SOCIÓLOGO pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

MESTRE em Educação pelo Instituto de Estudos Avançados em Educação da Fundação Getúlio Vargas (IESAE/FGV). Título da dissertação de mestrado: Modernidade, pós-modernidade e educação emancipatória (1992).

DOUTOR em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Título da tese de doutorado: Comunicação interativa e educação (1999).

PROFESSOR NA GRADUAÇÃO:

Na Faculdade de Educação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) ministra as disciplinas:

Sociologia da Educação”,
Educação e Pós-modernidade
Informática, Educação e Sociedadeducação”.

Na Faculdade de Educação da Universidade Estácio de Sá (UNESA) ministra as disciplinas:

“Sociologia geral”
“Sociologia da Educação”.

PROFESSOR NA PÓS-GRADUAÇÃO:
Professor da UBM onde ministra as disciplinas:

“Sociologia da Tecnologia”,
“Comunicação Estratégica”.

na Pós-Graduação Lato Sensu e MBA, nos cursos Gestão da Comunicação, Gestão de Recursos Humanos e Gestão de Empresas. E da UNESA, leciona a disciplina:

Sala de aula interativa presencial e a distância”.

PESQUISA ATUAL: Desde 1995 desenvolve pesquisa sobre o conceito complexo de “interatividade” aplicado à sala de aula presencial (informatizada ou não) e à educação à distância (via WEB e TV). Incluem-se desdobramentos que dizem respeito a operacionalidade do conceito no campo do marketing e propaganda, dos softwares e games e da arte informatizada off-line e on-line, bem como às novas estratégias de organização e funcionamento das mídias de massa quando o paradigma da transmissão depara-se com a “interatividade” da era digital.

TRABALHOS APRESENTADOS: Em seminários e congressos nas áreas de Educação e de Comunicação apresentou diversos trabalhos cujos temas principais são: “A interface educação-comunicação” (I CONED/96); “Comunicação interativa e educação” (V COMPOS/96); “Educar em nosso tempo: o desafio pós-moderno e a pedagogia da ação comunicativa” (ANPEd/93); “Interação comunicativa: novas perspectivas comunicacionais para a educação” (ANPEd/94); “Educação e comunicação” (INTERCOM/94); “O professor comunicador” (Semana da Educação/UERJ/97 e 98); “Tecnologia, interatividade e educação” (ABT/FINEP/98); “Educar em nosso tempo de ruínas institucionais” (Semana da Psicologia/USU/99); “Sala de aula interativa” (IV COINFE, UERJ/2000); e “Interatividade: uma mudança fundamental no esquema clássico da comunicação” (Compós/2000).

PUBLICAÇÕES:
Sala de aula interativa, Quartet, 2000; “Um convite à interatividade e à complexidade: novas perspectivas comunicacionais para a sala de aula”, Educação e cultura: pensando em cidadania, Maria Alice R. GONÇALVES (org.), Rio de Janeiro: Quartet, 1999; “Que é interatividade?”, Boletim Técnico do SENAC, v. 24, n.º 2, mai./ago., Rio de Janeiro, 1998; “Interatividade: uma mudança do esquema clássico da comunicação”, Boletim Técnico do SENAC, v. 26, nº 3, set/dez, 2000; “Sala de aula interativa presencial e a distância em sintonia com a era digital e com a cidadania”, Boletim Técnico do SENAC, v. 27, mai-ago, 2001; “Cibercultura e interatividade: desafios à imaginação criadora do professor”, Tessituras do imaginário: cultura e educação, PORTO, Maria do Rosário S. et ali, Cuiabá: EDUNIC/CICE/FEUSP, 2000; “Educar em nosso tempo: o desafio pós-moderno e a pedagogia da ação comunicativa”, Logos: Comunicação & Universidade, Rio de Janeiro: UERJ/Faculdade de Comunicação, n.º 3, 1995; “Educação, modernidade e pós-modernidade”, Perspectiva, Florianópolis: Centro de Ciências de Educação da UFSC, 18:61-76, ago/dez 1994; “Educar em nosso tempo: o desafio pós-moderno”, Revista Atualidades em Educação, Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisas Avançadas em Educação, 34:45-56, mai/jun. 1996; “A geração 80/90 e o turbilhão audiovisual”, Imaginário social e educação, Nilda TEVES (org.), Rio de Janeiro: Griphus, 1992.

julho/2001.